Desde que o Governo do Distrito Federal assumiu a gestão da Junta Comercial do DF, em julho do ano passado, a vida do empresariado local mudou para melhor. As filas desapareceram, pois agora todos os serviços são digitais, o tempo de espera pelo deferimento de um processo caiu de um mês para menos de três horas, entre outras melhorias. Segundo dados do Ministério da Economia, a Junta Comercial, Industrial e Serviços do Distrito Federal (Jucis-DF) está entre as mais rápidas em tempo de abertura de empresas do Brasil.

Mas se engana quem acha que acabaram os esforços da autarquia em aprimorar o atendimento à população. No início deste semestre, graças aos resultados conquistados pelo órgão em tão pouco tempo, o DF foi escolhido para ser o piloto do projeto Empreendedor Digital.

O projeto é uma parceria entre o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Nacional) e as Juntas Comerciais, e promoverá melhorias no sistema público de integração e registro mercantil, para automatizar a formalização de empresas. Com as novas funcionalidades, não só a abertura como também as alterações e extinções de empresas serão feitas em segundos.

Indisponível por uma semana

Porém, para implantar as novas funcionalidades e solucionar problemas antigos, será necessário tirar do ar o Portal de Serviços e o chat das 18h do dia 19 às 8h do dia 26 de outubro.

“Gostaríamos de tranquilizar os setores comercial e produtivo do DF, pois os dias parados serão recompensados com um sistema muito mais dinâmico e transparente do que aquele que utilizamos hoje em dia”, garante o presidente da Jucis-DF, Walid Sariedine.

*Com informações da Jucis-DF

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here