imagem16-10-2020-00-10-02

Vacio é a fraldinha sem capa de gordura (Divulgação/Divulgação)

O 25º episódio da série Revolução do Churrasco, divulgada sempre às quintas, às 19h, rebate as manifestações sobre um suposto “jeito errado de fazer churrasco” registradas nas redes sociais de EXAME e Casual EXAME com uma provocação: o churrasco da Argentina é melhor que o nosso?

É uma pergunta que desperta paixões assim como essas: qual é o jeito certo de fazer churrasco? E qual é o verdadeiro “churrasco raiz”? E nada melhor do que uma boa polêmica para ampliar o debate sobre o gosto dos apaixonados por carne, não é?

Veja também

O churrasco argentino No episódio, Odair Mazaroski, CEO do Cabaña, restaurante especializado em preparos argentinos, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, explica por que prefere os assados em brasa dos hermanos aos nossos.

Enquanto mostra os bastidores do local, o profissional apresenta três cortes especiais: o assado de tira (corte transversal da costela), o bife de tira (corte transversal da picanha) e o vacio (fraldinha sem capa de gordura). O menu fica completo com os acompanhamentos, como as papas suflê (batata frita estufada) e a provoleta (queijo derretido direto na brasa).

Assista ao episódio:

View this post on Instagram

No 25º episódio da série Revolução do Churrasco, @Patymoraesnobre rebate as manifestações sobre um suposto “jeito errado de fazer churrasco” registradas nas redes sociais de Exame e Casual Exame com uma provocação: o churrasco da Argentina é melhor que o nosso? Odair Mazaroski, do @cabanaribeiraopreto, explica por que prefere os assados em brasa dos hermanos aos nossos. E brasileiros dão a sua opinião. Curtiu? Então deixe seu comentário e compartilhe a série com os amigos. Até semana que vem!

A post shared by Casual EXAME (@casualexame) on Oct 15, 2020 at 2:40pm PDT

Veja também

asado de tira é a costela cortada na transversal Assado de tira é a costela cortada na transversal

Assado de tira é a costela cortada na transversal (Divulgação/Divulgação)

Opinião e respeito às diferenças O episódio também entrevista outros brasileiros para opinar sobre a comparação. Mas, afinal, o churrasco é melhor porque é feito de um jeito certo? Esta pergunta leva a outra dúvida: existe jeito certo ou errado de fazer churrasco? Ou a preferência é apenas uma questão de opinião e o que vale é o respeito às diferentes técnicas de assar? Ficam as perguntas.

View this post on Instagram

⚠️ALERTA DE TRETA⚠️ As diferenças fazem o churrasco argentino ser melhor ou mais correto que o nosso? Nesta quinta, às 19h, no IGTV @casualexame e portal @exame tem o 25° episódio da série #RevolucaoDoChurrasco 🔥 E um brinde às opiniões de vocês 🍷🤭 #churrasco #asado #vacio #carne

A post shared by Paty Moraes Nobre (@patymoraesnobre) on Oct 14, 2020 at 7:52pm PDT

 

Curtiu? Então deixe seu comentário nas nossas redes sociais e compartilhe a série com os amigos. Até semana que vem!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here