Leia também

SDE conhece projeto ambiental de empresa que aderiu ao Emprega DF

As secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Economia formalizaram, esta semana, a adesão de mais duas empresas aos programas Emprega DF e Proimp, de estímulo à geração de novas vagas de trabalho e as importações de insumos. Juntas, as companhias se comprometeram a gerar quase 200 empregos diretos em troca do desconto no recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

A FVO Brasília Industria e Comércio de Alimentos para animais assinou contrato com o GDF para manter 183 empregos diretos e criar outros 200 indiretos ainda este ano. A empresa já fazia parte do programa IDEAS, que está em extinção, e migrou para o Emprega DF porque decidiu ampliar seus investimentos em troca do desconto de 52% no ICMS.

Antes mesmo de aderir ao programa, a FVO se antecipou às exigências do programa e já contratou 320 funcionários, 140 a mais que a meta prevista no contrato recém assinado. “Estas adesões mostram que o setor produtivo tem confiança nos programas de desenvolvimento do governo”, diz o assessor técnico da SDE, Júlio Breves.

A outra adesão foi da Clínica Saúde Mais Ind. Eireli. Localizada no Riacho Fundo, a empresa aderiu ao Programa de Estímulo à Importação (PROIMP). A clínica importa e distribui saneantes sanitários e cosméticos. Com adesão, vai investir quase R$ 533 mil ainda este ano, prevê faturar mais de R$2,3 milhões, arrecadar cerca de R$ 80 mil de ICMS e gerar 11 empregos com carteira assinada. Com isto, terá desconto de 50% no ICMS.

“Apesar dos impactos da pandemia, estamos trabalhando forte para minimizar os reflexos na Economia e, nessa linha, nas negociações além de ressaltarmos os diferenciais do DF temos incentivado os empresários na busca de novos mercados”, diz o titular da SDE, José Eduardo José Eduardo Pereira Filho.

* Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Econômico

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here