imagem24-09-2020-20-09-48Ação começou em abril devido à pandemia de Covid-19 | Foto: Agência Saúde

O Programa Entregas de Medicamentos em Casa, uma parceria entre a Secretaria de Saúde e o Banco de Brasília (BRB), tem se mostrado fundamental para o atendimento humanizado dos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo é evitar filas e aglomerações, o que acaba por servir também como medida de enfrentamento à Covid-19. O programa deu início, em 3 de abril, a distribuir medicamentos de alto custo diretamente na casa dos pacientes, tendo chegado a 22.104 entregas somente em agosto.

De 3.708 para 14.991beneficiados com as entregas em agosto

Os números mostram como o Programa Entregas de Medicamentos em Casa tem se consolidado (veja na ilustração abaixo). Em abril foram entregues 5.446 medicamentos, o que início a uma crescente mês a mês: 6.385 em maio, 10.060 em junho e 16.854 em julho, até chegar aos 22.104 de agosto, um salto de quase 17 mil entregas desde o primeiro mês.

imagem24-09-2020-20-09-51

“O serviço tem melhorado com o tempo. Em junho, a transportadora contratada pelo BRB foi trocada e isso ajudou muito. Os processos de trabalho foram melhorados e houve maior eficácia nos processos de entrega”, explica a gerente do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica, Walleska Borges.

Além disso o número de pacientes beneficiados com as entregas também subiu de 3.708, em abril, para 14.991 em agosto. A gerente ressalta que os pacientes que desejarem receber seus medicamentos em casa devem atualizar o cadastro na farmácia e telefonar para o número (61) 3029-8080, das 8h às 18h, para agendar o recebimento dos remédios em sua residência. No entanto, só pode receber o medicamento o próprio paciente ou um representante legal, que também deve estar cadastrado na farmácia.

Leia também

imagem24-09-2020-20-09-54

Mesmo com a pandemia, Hospital de Base fez 40 transplantes este ano

imagem24-09-2020-20-09-55

Hospital de campanha integrará grupo internacional de pesquisa

Arte: Agência Brasília

Veja a atualização diária das medidas de combate pelo GDF

Segundo Walleska, desde o início do programa, em abril, foram ajustados vários pontos frágeis nas entregas, o que possibilitou mais agilidade no serviço. “Melhorias no processo de trabalho e adequações necessárias implantadas, já que é um serviço novo, contribuem para a eficácia das entregas”, avalia.

Após a troca da transportadora que realizava as entregas, o BRB também investiu em recursos materiais. Instalou em todas as unidades de Farmácia de Alto Custo câmaras científicas próprias para medicamentos, caixas térmicas para transporte com termômetro acoplado (termo-higrômetro), freezer para conservar gelox e computadores para organizar rastreio e romaneio das entregas.

Atendimento presencial

Mesmo com as entregas realizadas pelo Programa Entregas de Medicamentos em Casa, o atendimento nas três unidades (Gama, Ceilândia e Plano Piloto) continua funcionando de segunda à sexta, das 7h às 19h, e sábado das 7h às 12h. Hoje são 33 mil usuários cadastrados nas farmácias do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (Ceaf).

imagem24-09-2020-20-09-58

* Com informações da Secretaria de Saúde

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here