Quasar Flash aporte 25 milhões

Carlos Maggioli, fundador e presidente da Quasar Flash: a startup foi criada para oferecer crédito para as micro, pequenas e médias empresas brasileiras (Quasar Flash/Divulgação)

A Quasar Flash, startup que antecipa recebíveis para micro, pequenas e médias empresas, anuncia nesta quarta-feira, 23, ter recebido um aporte de 25 milhões de reais, em sua rodada séria A, do fundo americano Valor Capital Group (Loft, Gympass). A empresa pretende investir o capital recebido para aprimorar as tecnologias usadas no seu processo digital de análise e concessão do crédito.

A startup nasceu da Quasar Asset Management, gestora independente criada por Carlos Maggioli em 2015. O empresário foi executivo do Itaú BBA por 8 anos e deixou o cargo para empreender. Seu objetivo era criar uma empresa capaz de mudar a forma de concessão de crédito para pequenas e médias empresas, que recebem menos atenção dos grandes bancos de varejo.

A ideia de uma plataforma de antecipação de recebíveis digital surgiu em 2017 e foi sendo construída de lá para cá. O aporte feito pelo Valor dá à empresa o capital necessário para colocar a estrutura para funcionar.

“A Quasar Flash chega como uma plataforma para alavancar a economia com foco nas pequenas e médias empresas, por meio de tecnologia, inteligência artificial e machine learning, para que seja um vetor crucial para a melhora econômica”, afirma Mario Mello, presidente da Valor Capital Group, em nota.

A startup e o fundo estão confiantes de que uma nova norma sobre recebíveis aprovada pelo Banco Central, que deve entrar em vigor dia 3 de novembro, irá ajudar a expandir o mercado de antecipação de recebíveis no Brasil por dificultar as fraudes.

A nova norma estabelece que todos os recebíveis de cartão de crédito sejam registrados em uma central única. Com isso, os lojistas poderão fracionar o valor a ser recebido por cada nota na hora de tomar crédito. Para o credor, o registro funciona como uma garantia da validade da operação.

Veja também

Processo digital

A Quasar Flash utiliza análise de dados, machine learning e inteligência artificial para analisar e oferecer propostas de antecipação de recebíveis aos clientes. O processo é feito de forma digital, pelo site da empresa, e requer cinco informações básicas para gerar a primeira proposta de crédito. O contrato é assinado digitalmente e o dinheiro pode cair na conta da empresa no mesmo dia.

Como estratégia de expansão, a startup foca em parcerias com marketplaces e outras empresas investidas pela Valor Capital. O objetivo é usar esses grandes players do mercado brasileiro para se aproximar das pequenas e médias empresas. Hoje já são oito contratos de originação assinados, segundo o presidente da Quasar Flash.

O aporte acelera os planos de crescimento do negócio. A equipe da startup, que era de seis pessoas no começo do ano, agora é de 30 funcionários. Além disso, o capital ajuda na criação de novos produtos, como conta digital e um cartão de crédito para a pessoa jurídica. “Nosso objetivo é começar 2021 já plugando novos produtos”, diz Maggioli.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here