imagem23-09-2020-23-09-49

Caminhão extrapesado da Mercedes: projeto da cabine será exportado (Mercedes-Benz/Divulgação)

A unidade brasileira da Mercedes-Benz vai exportar, pela primeira vez em sua história, um projeto desenvolvido localmente para a Europa. A montadora vai produzir e vender no continente europeu a nova cabine do Actros, caminhão extrapesado da marca, a partir de 2021.

Além de inédito, o feito é raro na indústria automotiva. Geralmente, os projetos de veículos e partes são desenvolvidos fora do Brasil e trazidos para cá, com as adaptações necessárias.

O diferencial da cabine (ou cabina, como é chamado o produto no setor) é sua configuração, que diminui a resistência aerodinâmica e contribui para a redução do consumo de combustível.

“A utilização do projeto brasileiro pela Daimler Trucks para a produção de uma cabine global demonstra a competência e experiência da nossa equipe em gerar soluções para todas as demandas do transporte de cargas”, afirma Karl Deppen, presidente da Mercedes do Brasil e recém-empossado no cargo.

Stefan Buchner, chefe mundial da Mercedes-Benz Trucks, garante que os investimentos no Brasil serão mantidos mesmo em um cenário de incertezas da economia. “Temos enormes desafios no mercado brasileiro, mas estamos convencidos de sua importância.”

Veja também

O Actros faz parte da categoria de caminhões que mais cresce no Brasil. Voltados para setores como agronegócio e papel e celulose,  os caminhões extrapesados têm se saído melhor não só durante a pandemia mas também em outros momentos de crise no Brasil.

“Esta é a primeira vez que a empresa exporta um projeto desse porte para nossa matriz, o que traz muito orgulho e satisfação para todos nós”, diz Deppen.

A nova cabine será produzida na Alemanha para uma versão de entrada do Actros, que será comercializado em 24 países da Europa e de outros continentes.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here