imagem18-09-2020-08-09-44

Andre Penha e Gabriel Braga, fundadores do QuintoAndar: empresa faz uso de inteligência artificial para criar novas soluções no mercado (Germano Lüders/Exame)

Quem já não colocou um produto à venda por um preço que foi aceito imediatamente pelo comprador e depois se questionou se não deveria ter pedido um valor mais alto? A depender do produto ou serviço, como um imóvel colocado para alugar, essa escolha de preço muitas vezes feita de maneira intuitiva pode sair caro. Atenta a essas dores, o QuintoAndar decidiu desenvolver e lançar um instrumento que faz uso de inteligência artificial para calcular o “preço ótimo” do aluguel dos contratos com os quais trabalha.

A startup que tem a maior plataforma digital imobiliária do país, com mais de 30 bilhões de reais sob gestão, desenvolveu um algoritmo que permite chegar a um preço que busca equilibrar o desejo do proprietário de maximizar a sua renda sem, no entanto, fazê-lo ter que esperar meses por causa de um valor exagerado para a realidade do mercado.

“O dono do imóvel agora tem a segurança de que não vai ficar tempo demais sem alugar por ter pedido um valor alto demais. E que não vai deixar dinheiro na mesa por pedir um valor muito baixo e alugar logo no primeiro dia”, diz Gabriel Braga, CEO do QuintoAndar.

Veja também

O co-fundador do QuintoAndar (junto com André Penha) faz paralelo da dificuldade de encontrar o preço ideal do imóvel ao da companhia que vai realizar sua oferta pública inicial (IPO) e não tem tantos parâmetros de como precificar a sua ação.

A ferramenta, chamada de Preço Inteligente, leva em consideração mais de 500 variáveis, que incluem de características do imóvel, como número de quartos, metragem, estado de conservação, incidência de sol, bairro etc. até condições macroeconômicas que afetam a demanda. É um caso que se tornou ainda mais valioso com a pandemia, que ampliou o desemprego e afetou a renda de milhões de pessoas. Foi lançada em fevereiro e só divulgada agora com a sua eficácia atestada em mais de 20 mil imóveis.

Veja também

O empreendedor afirma que dois em cada três proprietários já decidem escolher usar a ferramenta para decidir o preço que vão pedir. E explica que os imóveis que utilizam o algoritmo foram até 40% mais alugados do que aqueles sem esse auxílio, o que pode ser interpretado como um sinal de que o preço ótimo benefia também o inquilino.

Outro paralelo que ele fez é com o preço dinâmico das corridas cobradas por aplicativos de transporte, como o Uber e a 99. Se a demanda dispara, o preço se ajusta e sobe; se não há demanda, o preço baixa, considerando as outras centenas de variáveis.

“A beleza do algoritmo é que ele é mais realista do que nós poderíamos esperar que fosse acontecer”, afirma Braga, citando que a ferramenta se ajusta automaticamente às condições de mercado conforme elas são alteradas. 

 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente? 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

 

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here