imagem14-09-2020-18-09-38

Michelle Obama: 40% das vendas do produto irá para organização pró-voto.  (THE LIP BAR/Reprodução)

Tudo o que Michelle Obama faz vira febre nos Estados Unidos. Em agosto, por exemplo, a ex-primeira-dama usou um colar de ouro 14 quilates com a palavra “vote” durante a convenção do partido democrata. Menos de 20 minutos de aparição bastaram para que o acessório passasse a ser procurado por milhares de mulheres estadunidenses.

Mesmo estando afastada da Casa Branca desde 2016, quando o segundo mandato do ex-presidente Barack Obama chegou ao fim, a ex-primeira-dama continua sendo uma voz importantíssima para os democratas, e, nessas eleições, assumiu de frente um dos maiores desafios do partido: convencer os eleitores que não votam (e os que estão indecisos) a participar das eleições de novembro.

Veja também

Agora, Michelle está lançando um batom vermelho com a marca The Lip Bar, uma empresa de cosméticos vegana gerenciada exclusivamente por pessoas negras. O batom produzido com a ex-primeira-dama será vendido por 15 dólares (cerca de 79 reais), e 40% da receita arrecadada irá para a When We All Vote, organização sem fins lucrativos copresidida por Michelle que visa aumentar a participação eleitoral nos Estados Unidos. 

View this post on Instagram

Michelle LaVaughn Obama is wearing Bawse Lady aka Bawse voter in this pic and I just wanna drop down low and sleep the floor with it, do the stanky leg, Bankhead bounce, body roll, tootsie roll and chicken head real quick. That’s how exciting this moment is. ⁣ ⁣ My forever First Lady is wearing @thelipbar!!!!! ⁣ ⁣ Proud of this moment not just because of Michelle Obama, but also bc we partnered with @whenweallvote to support voter registration! And 40% of the purchase price of all Bawse Voters will go towards WWAV and their goal to get people to the polls come November 3rd!

A post shared by Mel B (@melissarbutler) on Sep 9, 2020 at 4:07pm PDT

No Instagram da The Lip Bar, a própria ex-primeira-dama apareceu como modelo do batom que ajudou a criar, e que é chamado de Bawse Voter. “Orgulhosa deste momento não apenas por causa de Michelle Obama, mas também porque fizemos uma parceria com @whenweallvote para apoiar o registro eleitoral!”, escreveu Melissa Butles, CEO da The Lip bar. 

A When We All Vote (“quando todos nós votamos”, numa tradução do inglês) foi lançada em 2018 por várias celebridades e figuras públicas, incluindo Michelle Obama. O objetivo da organização é aumentar a participação de eleitores que tradicionalmente não votam e eliminar a lacuna relacionada a raça e idade.

Veja também

A eleição que definirá o próximo presidente dos Estados Unidos está marcada para o dia 3 de novembro, e muitos analistas políticos avaliam que os eleitores indecisos deverão ser fundamentais para a definição da disputa.

Dentro do caldo eleitoral, o candidato democrata, Joe Biden, tenta atrair os eleitores indecisos, especialmente os negros e latinos. O republicano Donald Trump reforça o contrato firmado com sua base, dizendo que a América sucumbiria nas mãos do oponente. A ex-primeira-dama Michelle Obama tenta convencer os americanos a votar, já que em 2016, só 67% dos eleitores cadastrados compareceram às urnas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here