XP negocia compra da Pottencial Seguradora

Seguros: balanço de 2018, último disponível da Pottencial, mostra lucro de R$ 75 milhões (Reprodução/iStockphoto)

Além do esforço de crescimento em algumas operações de banco de atacado, a XP Investimentos também quer expandir em seguros e negocia uma possível entrada na Pottencial Seguradora, de Minas Gerais. Fundada em 2010, o controle da seguradora pertence à família Géo, do Banco Neon. Salim Mattar, que renunciou à posição de secretário das privatizações do governo Jair Bolsonaro no mês passado, também é um dos sócios. A família Mattar, que fundou a Localiza, um negócio de 40 bilhões de reais, tem 40% da Pottencial.

A seguradora iniciou sua atuação no segmento de seguro garantia e hoje opera também em dois grandes mercados de danos que são obrigatórios e regulados pelo governo, o DPVAT (de veículos terrestres) e o RETA, de aeronaves. Consultada, a XP não comentou o assunto. Salim Mattar também preferiu não falar sobre a transação.

A operação no DPVAT é indireta, por meio da sociedade na Líder. Em novembro do ano passado, o presidente Jair Bolsonaro chegou a editar uma Medida Provisória (MP 904) para acabar com esse pagamento obrigatório. Contudo, em abril, a MP perdeu validade sem ter sido votada pelo Senado, após a iniciativa sofrer diversas críticas.

Ainda não está claro se a transação será por meio de um aporte de recursos ou pela aquisição de parte do capital dos atuais acionistas. O balanço mais recente da Pottencial disponível no site da Superintendência de Seguros Privados (Susep) é de 2018, quando o total de prêmios emitidos ficou em 585,5 milhões de reais. Os prêmios ganhos somaram 398,5 milhões de reais, com crescimento de quase 50% sobre o ano anterior. O lucro líquido daquele ano alcançou 75,2 milhões.

De acordo com informações do site da Pottencial, o presidente do conselho de administração é José Rudge. O colegiado tem ainda Eugênio Mattar, irmão de Salim, Gustavo Franco e Emílio Carazzai.

Em 2017, os Géo tentaram vender a seguradora e esperavam obter cerca de 1 bilhão de reais pelo negócio. Apesar de a operação ter sido avaliada por diversos interessados, a sinalização de preço ficou bem aquém do que gostariam de receber. A Pottencial opera seguro de danos em todo o país, na modalidade seguro garantia. Há pouco mais de três anos, começou a expandir a atuação nos segmentos de fiança locatícia, riscos de engenharia e responsabilidade civil. Além disso, agregou à carteira operações com máquinas e equipamentos.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here