Pastora encontrada morta em geladeira já havia sido ameaçada em 2018. O IML divulgou o laudo pericial da Pastora Ione dos Santos, que foi encontrada morta pelo irmão dentro da geladeira de sua casa, em Miguel Pereira no Rio.

Segundo apontou a perícia,  a pastora morreu por asfixia mecânica, indicando que ela possa ter sido enforcada ou estrangulada. A polícia  divulgou que o companheiro de Angela Máximo dos Santos de 47 anos possa ter amarrado a vítima e ainda amordaçou a geladeira com arame, para dificultar sua identificação.

A polícia acredita que o crime tenha sido um feminicídio, cujo o principal suspeito seja Lun Nilton de 30 anos, que morava com Ione. Os indícios tornaram-se fortes quando a polícia descobriu que Ione registrou uma queixa em 2018 na 35ª  de Campo grande. A pastora alegou estar sendo ameaçada por Luan. Porém, Luan acabou morrendo num confronto com policiais em São Paulo para onde fugiu logo após supostamente matar Ione.

A pastora já estava sem dar notícias desde o sábado, dia 24. Um de seus irmãos estranhou o fato dela não o cumprimentar em seu aniversário. Fato incomum.

No dia 25 , Luan ficou envolvido num acidente de carro na Marechal Rondon em Aparecida de São Manoel , São Paulo. Policiais que vinham para socorrer as vítimas do acidente e ao ser questionado por um oficial, Luan pegou a arma de um tenente e o matou a tiros. Luan ainda baleou outro capitão mas foi morto ao trocar tiros com um soldado.

A polícia de São Paulo pediu informações ao Departamento de homicídios do Rio para saber do histórico de Luan.

“ Descobrimos que ele já havia ameaçado a pastora no fim de 2018. E que já tinha passagens por crimes de assalto e porte ilegal de arma de calibre restrito, ambos ocorridos em 2011. A PM de São Paulo nos informou que a carteira de habilitação da pastora estava dentro do carro utilizado por Luan. Entramos em contato com um irmão da vítima, que estava em São Paulo, e perguntamos por Ione. Ele contou que a pastora estava desaparecida e nós o aconselhamos a ir até acasa dela saber se ela estava bem”,informou Daniel Gomes, do DGHPP.

O irmão de Ione foi até a casa da pastora e teve de pedir ajuda para entrar no local. Chegando dentro do recinto, viu a geladeira virada com a porta virada para a parede, e chocou-se ao encontrar sua irmã morta. Ele ligou para a polícia que veio prontamente:

O delegado Luiz Fernando Nader Damasceno, da 97ª DP (Mendes), informou sobre as condições em que a pastora foi encontrada:

“O corpo estava enrijecido, o que indica que ela havia sido morta já há alguns dias. Não notamos nenhuma perfuração aparente. Feminicídio é uma das hipóteses consideradas “,disse.

Fonte: Jornal Extra

 

Etiquetas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here