Nesta última terça-feira (8) o pastor e empresário Jesiel Júnior Costa Oliveira, de 40 anos, teve sua prisão preventiva decretada em Divinópolis pela delegada Adriene Lopes, titular da delegacia de estelionato. O religioso além de ser um estelionatário, reponderá também pelos crimes de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

O pastor da Igreja Batista da Filadélfia possui uma empresa que fornece serviços voltados para a área de multa de trânsito. Empresa essa que responde pelo nome de Multare, estava localizada no centro da cidade. Porém, a empresa nunca existiu, e seu nome verdadeiro era Império Apoio e Gestão Comercial Ltda. Multare nada mais é que um nome fictício para continuar conduzindo suas infrações e golpes.

As investigações tiveram início em abril deste ano, quando as primeiras denúncias surgiram, dos primeiros lesados pelo golpes que procurar as autoridades.

O prejuízo gerado a vítimas, devido a tal artimanha, chega próximo a R$ 300 mil reais, sendo que apenas uma delas, perdeu cerca de R$ 150 mil reais. Apesar das quantias disponibilizadas em dinheiro, os mesmos foram lesionados em bens materiais também. Carros e imóveis eram vendidos com o intuito de levantar capital suficiente para garantir os investimentos. Ele ainda se intitulava advogado, mas não possuía nenhum registro para exercer tal função.

De acordo com a delegada Adriene, foi expedido mandados de busca e apreensão na empresa, casa e no templo religioso onde o investigado liderava.

“Fizemos a apreensão de valores referentes a doação que estavam na Igreja e de valores também na casa do investigado. Foram apreendidos ainda, dinheiro venezuelano e Euro. Não vamos divulgar valores, porque ainda não foram contabilizados. Também durante cumprimento de mandados, apreendemos computadores, documentos como por exemplo o passaporte de viagens dele e outros documentos relacionados aos crimes os quais apuramos”, disse a delegada.

Para que os golpes fossem postos em prática Jesiel Júnior realizava ofertas vantajosas aos olhos das vítimas. Onde lhes era oferecido sociedade em sua empresa e participação nos lucros. O que despertava interesse de muitos, por acreditarem que estariam fazendo um grande investimento.

“Foram apreendidas várias máquinas de cartão de crédito e débito na residência e na empresa dele, todas registradas em nome citada igreja, o que configura lavagem de capitais, haja vista a imunidade tributária das entidades religiosas”, completou a delegada.

Jesiel Junior não atua somente na Igreja Batista da Filadélfia situada em Divinópolis, também faz parte da frente da Igreja Batista Filadélfia Internacional e desempenha o papel de sócio/administrador dos templos evangélicos da Catedral Embaixada de Deus.

 

Etiquetas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here