Crivella

Marcello Crivella: atual prefeito do Rio (Fernando Frazão/Agência Brasil)

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Civil, por intermédio da Coordenadoria de Investigações de Agentes com Foro (Ciaf/PCERJ), realizam uma operação, na manhã desta quinta-feira, para cumprir 22 mandados de busca e apreensão expedidos pelo 1º Grupo de Câmaras Criminais do Tribunal de Justiça do Rio. Um carro da Polícia Civil deixou o Palácio da Cidade, em Botafogo, por volta de 7h20. Há uma equipe da Polícia Civil também no condomínio onde mora o prefeito Marcelo Crivella, na Península, na Barra da Tijuca.

A operação decorre de inquérito policial instaurado para investigar possível organização criminosa e esquema de corrupção no âmbito da administração municipal, e é um desdobramento da primeira fase da Operação Hades, que foi feita em 10 de março deste ano.

As diligências estão sendo cumpridas em endereços residenciais e funcionais de agentes públicos municipais e empresários na capital, nos bairros da Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Tijuca, Flamengo, e em Itaipava e Nilópolis.

A ação conta com a participação de membros do GAESF/MPRJ, GAECO/MPRJ e GAECC/MPRJ, bem como de agentes da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ).

Segundo o MP, o procedimento policial está sob sigilo.

*Mais informações em instantes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here