Vrbo Jeff Hurst aluguetemporada

Jeff Hurst, CEO da Vrbo (Vrbo/Divulgação)

A pandemia do novo coronavírus afetou drasticamente o setor de turismo e hotelaria, chegando a retrair cerca de 60% em junho quando comparado com o mesmo período do ano anterior.  Mas, isso não impediu a companhia Expedia Group de seguir parte de seus planos. Em março, a empresa anunciou no Brasil a troca da marca AlugueTemporada, que passou a se chamar Vrbo, numa novidade que acompanha a estratégia global dos negócios, e que agora reforça seu posicionamento para o aluguel de espaços, especialmente para famílias, que representam 46% das locações, a frente das reservas para grupos em 40% dos casos.

A marca Vrbo fundada há 25 anos nos Estados Unidos foi aderida em outros países após muitas pesquisas e estudos. A companhia dona também da HomeAway, descobriu que a Vrbo é considerada mais amigável e mais fácil de pronunciar em vários idiomas. Assim, o Expedia Group decidiu que a HomeAway e seus sites locais deixariam de existir e seriam gradualmente substituídos pela Vrbo.

“Nosso objetivo é que a união de nossas marcas de aluguel por temporada sob a Vrbo nos permita concentrar nossas energias em fornecer a melhor experiência para viagens em família e oferecer reservas de qualidade para nossos proprietários em todos os lugares”, diz Jeff Hurst, CEO da Vrbo.

No segundo trimestre de 2020, o Expedia Group faturou globalmente US$ 566 milhões, redução de 82% em relação ao ano anterior. Mas, segundo o executivo, uma melhora começou a ser observada a partir de junho, quando o número de reservas no Brasil cresceu 120% quando comparado com maio.

“Notamos um crescimento no número de reservas e pesquisas por casas no Brasil desde o mês de junho. A maioria de nossos viajantes no Brasil são do Estado de São Paulo ou do Rio de Janeiro, e nossos cinco principais destinos com mais reservas em junho, sendo os principais destinos Bertioga, Angra dos Reis, Camaçari, Campos do Jordão e Petrópolis”, afirma.

Veja também

Para convencer a famílias e oferecer mais segurança, a empresa adicionou recursos como a possibilidade de os proprietários e administradores de imóveis relatarem se o local está sendo limpo com desinfetante, se os hóspedes podem fazer check-in e check-out sem qualquer contato com outra pessoa, e se a propriedade está ficando indisponível por 24 horas entre duas reservas de viajantes.  Uma página também foi criada para ajudar os clientes a encontrarem um aluguel por temporada mais perto de suas casas, com diretrizes de limpeza e novos filtros de pesquisa.

Para os próximos meses, a empresa pretende fortalecer a marca nova por aqui, e oferecer serviços que se adequem as novas necessidades. “A mudança de marca no Brasil e em outros países vai permitir que a gente mantenha nosso foco em um crescimento eficiente a longo prazo e no apoio a um nome global, além disso, sabemos que quando as famílias decidirem que estão prontas para viajar novamente, elas terão novas prioridades ao escolher um lugar para ficar. As casas de aluguel por temporada, por exemplo, têm o espaço e a privacidade com distância das multidões”, diz. 

     

     

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here