Gustavo Favaron, CEO do GRI Club: uso de algoritmos para conectar investidores a partir de afinidades

Gustavo Favaron, CEO do GRI Club: uso de algoritmos para conectar investidores com base em suas afinidades (GRI Club/Divulgação)

Imagine poder conectar investidores institucionais, imobiliárias e incorporadoras de 79 países a partir de interesses em comum. É isso o que propõe a GRI eCommunity, uma plataforma lançada em agosto deste ano pelo GRU Club, empresa que reúne os principais agentes dos setores imobiliário e de infraestrutura. “No começo da pandemia, as negociações esfriaram. Decidimos, então, lançar uma plataforma que usa a inteligência artificial e algoritmos para unir tomadores de decisão em um espaço democrático e capaz de fomentar os negócios diante de um cenário tão desafiador”, explica Gustavo Favaron, CEO do GRI Club.

Para sugerir o “match” ideal, a plataforma utiliza informações de mais de 3.000 CEOs e diretores. Identificadas as afinidades, os associados podem então agendar cafés virtuais – uma forma, segundo a empresa, de “quebrar o gelo” e permitir a descoberta de pontos em comum. “O resto é uma consequência natural. As pessoas tendem a fazer negócios com quem confiam e se sentem confortáveis”, afirma Favaron.

A empresa não cobra nenhum tipo de comissão pelas transações que acontecem na plataforma. “Essa é uma forma de mantermos a neutralidade do nosso algoritmo e das sugestões do eCoffee. Isso significa que qualquer sugestão que nossos membros recebam é puramente baseada nos seus interesses”, destaca o empresário. Desde que a GRI eCommunity foi lançada, no final de julho, foram realizadas 1.027 reuniões virtuais. Como todo algoritmo, a expectativa é que a plataforma se torne mais assertiva conforme o aumento das interações entre os associados.

A nova estratégia ajudou a triplicar o número de CEOs de empresas imobiliárias que atuam na plataforma; entre eles, integrantes de fundos soberanos, fundos de pensão e empresas de capital privado, como Blackstone e Brookfield. A expectativa agora, segundo o CEO, é passar de 4.385 membros para mais de 10.000 até dezembro. “Estimamos que 65% dos grandes negócios institucionais no mundo imobiliário serão feitos entre nossos membros e com a ajuda da nossa plataforma”, diz ele.

Veja também

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here