Brasilia DF 18 12 2019 Entrevista coletiva do ministro da economia, Paulo Guedes foto Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag. Brasil

Paulo Guedes: o auxílio emergencial deve ser estendido por quatro meses no valor de 300 reais  (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Setembro começa com investidores atentos aos novos sinais de aumento de gastos pelo governo. Nesta terça-feira, 1º, o governo deve anunciar à tarde a prorrogação por mais quatro meses do auxílio emergencial, mas com valor reduzido pela metade: 300 reais.

A expectativa tem como base declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, a aliados na noite de segunda-feira, 31. À tarde, Guedes se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro. Se for confirmado o valor, terá prevalecido a vontade política do presidente sobre o argumento técnico do ministro de que as contas do governo não suportam tal valor.

Guedes insistia no valor de 270 reais para o benefício emergencial que começou a ser pago em abril e atinge mais de 60 millhões de pessoas, o que fez Bolsonaro recuperar parte de sua popularidade e passar a insistir na sua manutenção.

Veja também

Mas a agenda econômica começa mais cedo, às 9h, com a divulgação do resultado do Produto Interno Bruto (PIB) da economia brasileira no segundo trimestre. Projeções do mercado apontam para uma retração da ordem de 10% na comparação com os três primeiros meses do ano. O dado deve confirmar que o país entrou em recessão no período.

Na bolsa, investidores vão reagir à divulgação dos resultados da Lojas Renner na noite de segunda. A maior varejista de moda do país conseguiu encerrar o segundo trimestre com um lucro de 818 milhões graças ao impacto positivo de mais de 1 bilhão de reais decorrente de uma vitória em ação judicial que tratava da cobrança de tributos. As vendas líquidas caíram 73%, mas a rede varejista terminou o mês passado com 100% das lojas reabertas.

Veja também

Outra varejista no radar é o GPA, que divulgou ao mercado também na noite de segunda a conclusão da venda de 11 imóveis aos fundos imobiliários TRX, ao preço de 234 milhões de reais. O negócio faz parte de uma operação anunciada em março e efetivada em quatro fases, que renderam 1,2 bilhão de reais ao grupo dono do Pão de Açúcar, do Extra e do Assaí.

No cenário externo, dados de índices de gerentes de compras na indústria americana em agosto vão fornecer sinais sobre o ritmo de recuperação da maior economia do mundo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here