O edital FAC Visual Periférico 2020, publicado no Diário Oficial desta segunda (31), nasceu no contexto da excepcionalidade da pandemia da Covid-19, com atividades culturais suspensas presencialmente e equipamentos fechados. Surgiu, então, com o duplo desafio de fomentar o segmento do Audiovisual do DF ao mesmo tempo em que oferecesse mais vagas para serem executadas de forma menos complexa.

Assim, no mínimo, 102 projetos serão contemplados num total de R$ 9.040.000, percorrendo 13 linhas da cadeia produtiva desse segmento: do desenvolvimento de roteiro à criação de telefilmes ou obras seriadas. Os projetos culturais deverão ser enviados entre 10 de setembro e 15 de outubro de 2020 até as 18h, por meio de sistema eletrônico de inscrição (clique aqui).

“Nesse momento, ainda de isolamento social, o Visual Periférico vem abrir portas para o mais simples. A nossa inspiração foi de fornecer oportunidades a projetos mais acessíveis, com cotas para mulheres negras, indígenas e diretores estreantes”, afirma o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

Leia também

Em clima de mutirão, Cultura inicia o pagamento do FAC Prêmios Brasília 60

FAC On-Line tem mérito cultural publicado

Foto: Agência Brasília/Arquivo

FAC Mais Cultura aprova previamente 103 projetos

imagem01-09-2020-12-09-20

Prêmios FAC contemplam 500 agentes culturais

O edital apoiado pelo Fundo de Apoio à Cultura (FAC) tem forte compromisso com a descentralização e a democratização ao acesso aos recursos disponibilizados. Nesse sentido, o Edital prevê, em grande parte dos segmentos, não somente atividades gratuitas à população, mas também a realização de oficinas, ações formativas e ações educativas para toda a sociedade.

Os proponentes também são orientados a incluir em seus projetos formatos acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida ou com deficiência, bem como a preverem estruturas físicas que atendam a essa parcela da população. 

“A acessibilidade é um critério importante para a avaliação do projeto, quando cabível. Mais do que nunca, a acessibilidade tornou-se um elemento de linguagem e inclusão, sobretudo, neste tempo de pandemia, quando as peças audiovisuais ganharam uma relevância crucial”, observou o subsecretário de Fomento e Incentivo Cultural, João Moro.

As linhas

  • Desenvolvimento de projeto/roteiro cinematográfico de longa-metragem, ou obra seriada.
  • Produção de obra cinematográfica com finalização.
  • Produção de webséries/webcanal.
  • Obra seriada ou telefilme.
  • Comercialização/distribuição de longa-metragem.
  • Mostras, festivais e eventos.
  • Apoio ao desenvolvimento do cineclubismo e manutenção de cineclubes.
  • Pesquisa cultural, técnica, artística e acadêmica.
  • Ações de capacitação/formação (oficinas, cursos, ações educativas ou de formação de plateia, etc.).
  • Restauração/preservação de acervo.
  • Publicação (catálogos, periódicos, livros, revistas especializadas etc).
  • Projeto livre.
  • Produção de jogos eletrônicos.
  • Como se inscrever

    As inscrições podem ser realizadas de 10 de setembro até as 18 horas do dia 15 de outubro de 2020,  por meio de sistema eletrônico disponível. Os interessados devem encaminhar ficha de inscrição, planilha orçamentária, currículo e outros documentos especificados no edital. Acesse os modelos no site do FAC (clique aqui).

    Confira o edital na íntegra. E acesse o Anexo I – Detalhamento_das_Linhas_de_Apoio – FAC VISUAL 2020

    * Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec/DF)

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here